Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Adicionado in Choro, Iniciante

Choro como forma de tocar

Choro como forma de tocar

12345
(2,00 de 5 com 1 votos)

Raul Pederneiras

Raul Pederneiras, caricaturista, jornalista e autor de revistas teatrais, publicou em 1922, no Rio de Janeiro, sob a indicação de “Verbetes para um dicionário de gíria” a seguinte definição para a palavra choro: “Choro – Baile, musicata. Concerto de flauta, violão e cavaquinho. Música improvisada.

Cair no choro, dançar.” A definição é interessante por mostrar que ao iniciar-se a década de 20, considerava-se o choro como uma forma de tocar e não como um gênero musical como é considerado hoje.

Desde a metade do século XIX, o que se chamava de choro era realmente a música tocada em bailes tendo como formação do conjunto executante os instrumentos: flauta, responsável pela condução da melodia principal; cavaquinho, centrador de ritmo,e ; violão harmonizador.

Estes conjuntos tocavam gêneros como o maxixe, a polca, a mazurca – gêneros europeus -, o lundu africano, dando um caráter de improviso a estes estilos. O mais conhecido dos primeiros lí­deres de conjuntos de choro é Joaquim Antônio da Silva Callado, flautista carioca que compôs aquele que é considerado o marco do iní­cio das composições que hoje são consideradas Choro: A Flor Amorosa – ele compôs como polca e assim está na partitura original -, que mostra a influência que o Choro sofreu e sofre das danças europeias.

Cabe ressaltar a importância de não creditarmos o início do desenvolvimento de um processo social da criação do Choro a apenas um instrumentista. Apesar disto, é notória a importância de “Callado” na época da formação dos primeiros grupos de choro e de fixação do estilo.

A partir de 1880, com o aumento do número dos chamados “conjuntos de choro” – agora estes pequenos conjuntos de flauta, cavaquinho e violão não tocam apenas musicas instrumentais como também acompanham cantores em modinhas da época – o choro torna-se cada vez mais popular.

2 Comments

  1. vocÊ tem nota de flauta

  2. Gostaria de saber se vocês tem curso de contra baixo online. Como funciona? Tem tecnicas de improvisação, armonia, escalas, etc? Quanto custa? Como é a forma de pagamento? Um abraço.

Post a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *