Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Adicionado in Eventos

CICLO GUITARRÍSIMO É FRANQUEADO AOS ASSOCIADOS DA AV-RIO

12345

Na quarta-feira passada, fui assistir o recital do jovem violonista chileno Renato Serrano na Sala Cecília Meireles, evento que compõe a programação da série Guitarrisimo, uma produção da Dell™Arte e do Instituto Cervantes. Lá encontrei com Carla Branco, a Coordenadora de Assuntos Culturais do Instituto Cervantes, e na conversa que seguiu, ela sugeriu a idéia de franquear os ingressos dos associados da AV-Rio que apresentassem o boleto bancário (ou uma declaração) comprovando o pagamento do 1o semestre de 2007. (Associados que estiverem em dia com a AV-Rio, mas que não conseguirem encontrar o seu boleto bancário, podem obter uma declaração com Julio Cepeda ou Vavá nos eventos da Associação).

Sobre o recital: na primeira parte Serrano tocou Narvaez (Canción del Emperador), Dowland (Fantasia 7), Tansman (Prelúdio e Cavatina) e Ponce (Theme Varié e Finale),. Ao iniciar o recital, era possí­vel perceber que a sonoridade básica do chileno era de grande beleza e precisão; ele mantinha também um controle absoluto da dinâmica instrumental. Na sua escola técnica, são alinhados o pulso e o antebraço direito, o toque digital é relativamente diagonal e o apoyando não é empregado. Nas duas obras iniciais, originais para a vihuela e o alaíde quinhentista, ele afixou um capotasto no terceiro traste do seu instrumento, e demonstrou na sua execução um conhecimento aprofundado das normas interpretativas deste repertório (na sua realização escalar, as durações desiguais “inegale”; no seu controle sobre a polifonia e no seu tratamento das cadências). O Tansman que seguiu foi bem interpretado, e no Ponce Serrano deu novas provas da sua maturidade musical e facilidade digital.

Na segunda parte, o violonista chileno interpretou duas obras canônicas do repertório do século XX: o Col.lectici Intimi do espanhol Vicente Asencio, e a Sonata Op. 47 do argentino Alberto Ginastera. Apesar de pequenos problemas técnicos no último movimento do Asencio, o chileno continuou demonstrando a propriedade interpretativa que caracterizou a sua performance das obras anteriores. Serrano finalizou o recital de forma brilhante com a sua execução da Sonata, proporcionando uma das melhores versões que este articulista já teve o privilégio de assistir. Se os outros cinco concertos que compõem a programação do Guitarrisimo em 2007 forem do mesmo ní­vel deste (sempre na Sala Cecí­lia Meireles – ver em baixo), então os associados da AV-Rio estão recebendo um verdadeiro presente.

02/08 – Entrequatre // 17/09 – Pedro Sierra // 01/10 – Ernesto Esnajer D // 07/11 – Eduardo Eguez // 04/12 – Fernando Espí

Sobre o programa passado: Entrequatre (02 de agosto – Sala Cecí­lia Meireles):
Carlos Cuanta / Carmen Cuello / Manuel Paz / Jésus Prieto.

Em 2004 este quarteto completou vinte anos de carreira, comemorando esta data com uma turnê espanhola em conjunto com o quarteto de cordas mexicano Cuarteto Latinoamericano, na qual estrearam obras inéditas, obtendo excelentes crí­ticas. Também estrearam no Carnegie Hall de Nova Iorque com um aclamado programa de obras espanholas e latino-americanas escritas especificamente para o Entrecuatre. Joseph McLellan, crítico do jornal The Washington Post, escreveu sobre eles: “(…) um virtuoso quarteto de violões que também estreou o programa com diversas obras de Chaviano. Estas obras, (…) que vão desde imitações de músicas folclóricas a experimentos de vanguarda utilizando vastas técnicas de performance, foram executadas com verve e técnica fluida”.

RENATO SERRANO
Nascido em Santiago, Chile, em 1980, concluiu sua graduação no Instituto de Música da Pontifícia Universidade Católica do Chile, na cátedra de Alejandro Peralta Beher. Realiza turnês pelo Chile e pela Espanha, atuando em festivais como o “Ciudad de Vélez-Mílaga e “Entrecuerdas”. Já se apresentou com a Orquesta Sinfónica del Vallí¨s, a Orquesta Sinfônica de Chile e a Orquesta Clásica de la USACH. Ganhou o V Concurso Internacional de Violão José Tomás, e participou em aulas magistrais com Hopkinson Smith, Roberto Aussel e Aniello Desiderio.

1 Comment

  1. Nicolas de Souza Barros postando agora no Violão Brasil? Que legal, muito bom, Roberto!

    Boa sorte com o trabalho, para os dois!

    http://www.BrunoMadeira.com

Post a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *