Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Adicionado in Iniciante, Partituras, Teoria Musical

É POSSíVEL DECORAR PARTITURAS?

É POSSíVEL DECORAR PARTITURAS?

12345
(2,00 de 5 com 2 votos)

part_chaconne.jpg

Este artigo é dedicado a todos aqueles que fizeram comentários solicitando o mesmo. Como não consigo tocar atrás de estantes acho que temos algo em comum ao desejar “decorar” as músicas. Existem muitos outros métodos para decorar qualquer tipo de material e também vários autores com diferentes conceitos gerados sobre outros paradigmas os quais devem ser respeitados e verificados sem qualquer tipo de preconceito.

Em um primeiro momento poderia entrar em detalhes técnicos como ler uma linha por vez até decorar, definir os acordes, procurar ouvir a música dentre outros meios, porém, acredito que este processo está ligado a forma como interpretamos as canções.

Em dois anos que tenho de instrumento tive a oportunidade de passar por vários músicos professores autodidatas que foram acrescentando o que tinham de melhor. Durante os últimos seis meses, a medida em que fui permitindo, o violão clássico tem me atraído e direcionado ate minha pessoa grandes músicos professores de violão£o com formação privilegiada. O professor mais perto de casa ou mais barato pode acrescentar muito, porém, é necessário ter autoridade sobre o que se aprende, ponderar os resultados, estimar a distância dos objetivos e mudar quando necessário, se permitir experimentar novos investimentos e buscas; Desta forma dúvidas óbvias se tornaram obsoletas.

in.jpg

Uma vez que um dos meus defeitos é buscar conhecimento musical diretamente na natureza através de estudos contidos na física e na química, gostaria de propor a vocês a leitura das seguintes frases de ISAAC NEWTON (* 4 de janeiro de 1643 – ?? 31 de março de 1727, pelo calendário gregoriano). Cientista inglês de renome internacional, que além de físico, foi um excelente matemático, mecânico e químico. Foi um dos criadores, junto com Leibniz, do cálculo infinitesimal. Também foi descobridor de várias leis da física, entre elas a lei da gravidade. Para ele, a função da ciência era descobrir leis universais e enunciá-las de forma precisa e racional.

“Se eu vi mais longe, foi por estar de pé sobre ombros de gigantes.”

“O que sabemos é uma gota, o que ignoramos é um oceano.” ISAAC NEWTON em 1687, explicando a sua Terceira Lei de Newton – Ação e Reação.

“Eu não sei como eu posso parecer ao mundo, mas para mim, eu pareço ser apenas como uma criança brincando na beira do mar, divertindo-me e encontrando um seixo mais liso ou uma concha mais bonita do que o ordinário, enquanto o grande oceano da verdade permanece todo indescoberto diante de mim.”

“Eu consigo calcular o movimento dos corpos celestiais, mas não a loucura das pessoas.”

“Nenhuma grande descoberta foi feita jamais sem um palpite ousado.”

“Construí­mos muros demais e pontes de menos.”

“A unidade é a variedade, e a variedade na unidade é a lei suprema do universo.”

“Se fiz descobertas valiosas, foi mais por ter PACIÊNCIA do que qualquer outro talento.”

“A verdadeira filosofia nada mais é que o estudo da morte.”

“Deve-se aprender sempre, até mesmo com um inimigo.”

“A gravidade explica os movimentos dos planetas, mas não pode explicar quem colocou os planetas em movimento. Deus governa todas as coisas e sabe tudo que é ou que pode ser feito”.

– Fonte: Tiner, J.H. (1975). Isaac Newton: Inventor, Scientist and Teacher. Milford, Michigan, U.S.: Mott Media

“A maravilhosa disposição e harmonia do universo só pode ter tido origem segundo o plano de um Ser que tudo sabe e tudo pode. Isso fica sendo a minha última e mais elevada descoberta.”

-Fonte: Principia, Book III; citado em; Newton’s Philosophy of Nature: Selections from his writings, p. 42, ed. H.S. Thayer, Hafner Library of Classics, NY, 1953.

14 Comments

  1. Os exemplos acima exarados encorajam os andandes das sendas da aprendizagem, levando-os a seguir o caminho sem se deixar abater. Aprender a tocar violão, parece-me algo difícil, mas não impossível. Estudo há um ano e meio e ? s vezes sinto que pouco progredi, mas não desisto, haja vista este ser um objetivo por prazer, sem pretensão de ascender ao sucesso, mesmo porque comecei um tanto tarde, mas creio que o maior talento ainda é a paciência.

  2. [b]vc’s são uma porra eu quero o caralho da musica brasileirinho e nnao achooo….. a nao. vo chamar a policia seus porrra !!!! vou te denunciaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa seus flho da putaa vai toma no cúuu

  3. sabe,,, vc’s adora faze gostoso rsrsrsrsrsrsrrsrsrsrsrs
    seus filho da puta vo te quebra na imendaa

    ass.?: viiihhh a prostituta
    xau seus caralhoooo

  4. O melhor meio de decorar partituras é lendo-as, sempre. Não tente forçar a memorização; esta deve vir naturalmente, como quando se decora passagens de um livro muito apreciado e lido por dúzias de vezes. A música, para ser bem assimilada, precisa ser INTERIORIZADA, e isso leva mais ou menos tempo, conforme o grau de dificuldade e extensão da peça, mas nunca é rápido – pelo menos, não tão rápido quanto a maioria dos estudantes pretende que seja. Uma peça como a Chacona (exibida acima), por exemplo, necessita NO MÍNIMO três meses de estudo diário para ser bem assimilada. Duas qualidades o estudante precisa nesse caso, e uma delas já foi citada; é a paciência. A outra é a PERSEVERANÇA.

  5. Prezados senhores
    Estou precisando da partitura para violão “Adágio Sustenuto, L.V.Beethoven.
    Gratos

  6. Minha humilde contribuição :
    1]Não tenha “receio” da partitura. Parece complicada mas, aos poucos, a gente vai entendendo o que ela nos diz.
    2)Não comece a analisar uma partitura se você tiver pouco tempo para isso. Se não, quando você estiver “esquentando”, i.e, quando você estiver começando a fazer progressos, estará na hora de parar, por conta de outros compromissos. E isso é terrivel. É a morte !
    3) Transponha uma frase melódica de cada vez, para o braço do violão. Faça isso com muito cuidado, lendo a partitura com muita atenção, pois a opção por um caminho errado no braço do violão irá comprometer todo o seu esforço.
    O que é uma “frase melódica”. Você terá que senti-la. Ela tem começo, meio e fim, embora seja curta, pequena. Geralmente é composta de quatro compassos.
    4) Não se preocupe com o que você “ainda tem para tirar”, mas sim com o que “você já tirou”. Escreva os acordes em um
    papel que tenha o desenho do braço do violão. Não confie na cifragem. Há várias formas (muitas mesmo) de você montar um
    determinado acorde no braço do violão. E, em erudito, o acorde TEM QUE SER AQUELE, porque você vem digitando o solo
    do acorde “passado” que terá que ser coerente com a digitação
    do acorde “presente”, que você busca e, mais, preparar para o acorde “futuro”, i.e., para onde você irá. Se você escolhe um destes acordes em uma posição
    que não seja AQUELA, você não chegará ao “presente” ou não irá
    ao “futuro”. Espero que me tenha feito entender.
    5) Nunca vá para a frase melódica seguinte se você ainda não colocou a frase anterior “na ponta dos dedos”, i.e., vá por partes : a)analise
    cuidadosamente a frase melodica;
    b) faça sua leitura e transposição para o braço (cuidado na leitura); ponha a frase “na ponta dos dedos”.
    Aí, sim, parta para a frase seguinte.
    NOTA : antes de passar para a frase melódica seguinte, repasse todas as frases que você
    já “dissecou” e mantenha todas elas “na ponta dos dedos”.
    Só assim, quando concluida a leitura e interpretação da partitura, você estará com a música praticamente “pronta”.
    AO JULIO, QUE BUSCA A PARTITURA DO ADAGIO SOSTENUTO DE BEETHOVEN
    1)Parabéns pelo gosto. É lindo!
    2)Sugiro a transcrição de Isaias
    Savio, pois está em Am, o que torna a peça linda e mais facil (ou menos dificil) de executar.
    3)Eu tenho a partitura e posso escanea-la. Para tanto, preciso de seu e-mail. Se v. autorizar, a direção do site pode passar-me seu endereço eletrônico.
    NR.: Não sou professor de coisa nenhuma. Apenas um auto-didata apaixonado pelo instrumento chamado violão. Atualmente toco Sete Cordas e estou (coincidência) fazendo a transposição do Adagio Sostenudo de Beethoven. Já consegui 2 de seis páginas. Demora, mas chego lá !
    Um abraço a todos os de bom gosto que participam deste site.
    Lamentavelmente, não são todos.
    Fazer o que ? A gente aprende que nem todos os que gostam do violão e da música erudita têm educação.

  7. Amaury, quero te parabenizar por sua explicação. Denota-se que vc é uma pessoa aplicada e que gosta do que faz. Tenho 50 anos e estou começando o curso de violão. Gostaria de manter contato para futuras trocas de experiências. Valeu.

  8. Grande Arnaury, parabéns pelo seu texto. Vê-se que é um músico no verdadeiro sentido da palavra. Gostaria muito de poder trocar umas idéias contigo. Meu e-mail é airton.sedano@yahoo.com.br

  9. Pô, legal esses lances de frase de efeito e tals, mas não precisam exagerar com tanta frescura né. O que excede torna um trabalho bonito numa coisa meio que estranha, tipo “afeminada”, sacaram?

  10. gostei muito da materia :conheço um pouco de violão classico, é assim mesmo que se decora uma partitura..gostaria muito de receber a partitura para violão de adagio sustenuto:de preferencia transcrita por isáias sávio…desde já agradesço

  11. como conseguir a partitura de adagio sustenuto de betowem para violão ?lhgtecnico@yahoo.com.br

  12. Parabéns, Sr. Amaury.
    Bem lançadas suas ponderações sobre o exercício de leitura no pentagrama para o violão.
    Sou estudante de violão erudito e gostaria de receber a partitura do ADAGIO SOSTENUTO DE BEETHOVEN, principalmente esta em Am, que é menos difícil.
    Grande abraço. Grato.

  13. Olá, Mauro J. Feliciano,

    informe-me um e-mail para onde enviar a partitura, ok ?

  14. Olá, amigos,

    Enviei hoje, e-mail ao Airton Sedano e ao Luciano Henrique, contendo anexos com a partitura do Adagio Sostenuto, como solicitado.
    Não tenho o e-mail dos demais que solicitaram o material.

    Desculpem-me pela demora, mas somente hoje recebi um e-mail do site Violão Brasil falando das solicitações.

Post a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *