Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Adicionado in Contratar Shows, Grandes Músicos

Emí­lio Victtor

Emí­lio Victtor

12345

emilio_victtor1.jpg

Emí­lio Victtor, compositor, cantor e violonista é natural de Perdões, Sul de Minas.

Iniciou seus estudos, ainda jovem, em sua terra natal, aprimorando seus conhecimentos em Belo Horizonte, onde mora há desde 1994. Estudou violão clássico com o professor Ricardo Horta, violão popular com o professor Celso Moreira, técnica vocal com o tenor Francisco Simal e canto lí­rico com a soprano Neide Ziviani. Participou, também, do curso intensivo de harmonia com o professor (húngaro) Ian Guest.

Em 1998, sob a direção musical de José Dias Guimarães (ex-baixista do extinto Grupo Raí­zes), lançou seu primeiro CD: “Vou…”, uma produção independente, gravado em Belo Horizonte, com um total de dez canções. Além de oito canções inéditas, como Caminho das pedras (Ricardo Horta) e Rio Grande (Nelsinho Bernardes/Arlindo Guimarães), apresenta duas regravações: Equatorial (Lô Borges/Beto Guedes/Márcio Borges) e Água (Celso Adolfo), na qual o compositor faz uma participação especial, tocando viola de dez cordas e violão.

Emí­lio Victtor percorreu quase todo Estado de Minas, cidades de São Paulo e Rio Grande do Sul, apresentando-se em Universidades, casas de shows, clubes e bares. Realizou, em 2000, uma turnê por dez cidades do Chile.

Ele acaba de gravar seu mais recente trabalho, intitulado “Coisas Daqui”. O CD traz composições próprias (letra e música), parcerias (letras Emí­lio/músicas Marcelo Taynara), também, outras canções cuidadosamente selecionadas, além das releituras: Folia (Lourenço Baeta/Xico Chaves) um clássico do Grupo Boca Livre, Feitiço (Kico Zamarian/Veca Avellar) faixa esta, na qual, Emí­lio divide os vocais com Claudio Nucci, Abelha (Oscar Neves/ Danilo Pereira), Esperança passarim (Sérgio Ramos).

Com uma voz marcante (barí­tono) e um timbre privilegiado, Emí­lio Victtor dá um toque pessoal a suas apresentações. A reunião deste talento mineiro com o estudo laborioso do melhor da música brasileira resultou no show “Coisas Daqui”, no qual, com extrema harmonia e delicadeza, apresenta suas criações e recria composições de vários autores em uma interpretação singular. O show, em suas sutilezas, afaga e embala o público.

Site: http://www.emiliovicttor.art.br/

3 Comments

  1. Conheci Emilío Victtor pouco depois que cheguei em Belo Horizonte em 2001.Tocávamos numa casa chamada:Bar café Arumação(ponto de encontro de grandes músicos e poetas)de nosso amigo em comum:Saulo Laranjeira.Vale pr”aqui,vale pra lá,decobrimos que pertenciamos a um mesmo vale;o Vale Do Rio Grande.Só que ele do Sul de Minas e eu Do Triângulo Mineiro.Descobri nele um dos músicos mais generosos que já conheci.Portador de uma voz belíssima,muito verdadeiro em seu trabalho,de um gosto refinado e um grande amigo.Desejo-lhe muito êxito de fé e sorte nos caminhos.

  2. Parabens pelo site!

  3. Olá Darlei,

    Obrigado pelo apoio em nosso Curso de Violão!
    Qualquer dúvida ou sugestão deixe seu comentário!

    Bons estudos
    Violão Brasil

Post a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *