Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Adicionado in Choro, Grandes Músicos

Ernesto Júlio Nazareth

Ernesto Júlio Nazareth

12345

ernesto-nazareth.gif

Ernesto Júlio Nazareth nasceu no Rio de Janeiro em 20 de março de 1863, no Morro do Nheco, hoje Cidade Nova. Desde menino, Nazareth conviveu com a música. No piano de sua mãe, D. Carolina, ou nos saraus familiares, as polcas, valsas e modinhas eram frequentes. Com a mãe, ele aprendeu os primeiros acordes de Chopin, Mozart e Beethoven, além das polcas, um grande modismo na época.

Com a morte de sua mãe em 1873, passou a ser educado por seu pai, Vasco Lourenço da Silva Nazareth, um modesto funcionário da Alfandêga, que, ao sair para o trabalho, deixava o pequeno Ernesto recluso em casa o dia inteiro.

Eduardo Madeira, um jovem pianista amador, foi contratado para dar continuidade ? educação musical de Ernesto, que fazia enormes progressos e se revelava um autodidata. Com 14 anos compôs sua primeira música, a polca Você Bem Sabe, dedicada a seu pai e editada no mesmo ano pela Casa Arthur Napoleão.

Aos 17 anos, participou de um recital ao lado de vários músicos famosos, como o grande flautista Viriato Figueira da Silva. Compôs Gentes! O imposto pegou? e Gracieta. Em 1878, compôs a valsa O Nome dela e o tango Cruz, Perigo! Por essa época, Ernesto se sentia cada vez mais atraído pelas rodas de choro e, respondendo ? polca do chorão Viriato, compôs Não Caio Noutra.

OBRAS OFICIAIS

001 – ADIEU – Romance sem palavras. 1ª Ed. 1898.
Dedicado a seu amigo Virgí­lio Silvares.

ADORÁVEL – Valsa. Manuscrito incompleto. (00)
Obs. Já existia em 1922.

AI, RICA PRIMA! – Canção.
Obs. Trata-se do tango Brejeiro, com letra diferente daquela composta por Catullo.

ALBÍNGIA – Valsa. Manuscrito incompleto. (00)
Obs. Já existia em 1922.

002 – ALERTA! – Polca. 1ª Ed. 1914.
Dedicada ao bom amigo Capitão Mario Novaes Guimarães.
Obs. No manuscrito aparece como polka militar.

003 – ALVORECER (O) – Tango de salão. 1ª Ed. 1924.
Dedicado ao prezado amigo e collega Eduardo Souto.
Obs. No manuscrito original aparece com o tí­tulo de Ensimesmado.

004 – AMENO RESEDÁ – Polca. 1ª Ed. 1913.
Dedicada ao glorioso Rancho Carnavalesco do mesmo nome.

005 – ANDANTE EXPRESSIVO – Inédito. (00)

006 – APANHEI-TE, CAVAQUINHO!… – Polca. 1ª Ed. 1914.
Dedicada ao distinto e particular amigo Juracy Nazareth de Araújo.

007 – ARRELIADO – Tango para piano. Inédito. (00)

008 – ARROJADO – Samba (!). 1ª Ed. 1921.
Ao Grupo do Pinho.

009 – ARRUFOS – Schottisch. 1ª Ed. 1900.

010 – ATÉ QUE ENFIM… – Fox-trot. 1ª Ed. 1926 (São Paulo).
Dedicado ao amigo Alfredo Avelino Guimarães Junior.
Obs. No manuscrito aparece como Time is money.

011 – ATLÂNTICO – Tango. 1ª Ed. 1921.
Dedicado ao bom amigo Maestro Arturo La Rosa.
Obs. No manuscrito aparece como tango de massada.

012 – ATREVIDINHA – Polca para piano. 1ª Ed. 1889.
Dedicada ao seu amigo L. de Araújo.

013 – ATREVIDO – Tango. 1ª Ed. 1913.
Dedicado a seu amigo Dr. Jorge Fragoso.

014 – BAMBINO – Tango. 1ª Ed. 1912.
Dedicado ao bom amigo Cezar de Araújo.

015 – BATUQUE – Tango caracterí­stico. Comp. 1901. 1ª Ed. 1913.
Dedicado ao eminente pianista e compositor Henrique Oswald.

016 – BEIJA FLOR – Polca para piano. Comp. & 1ª Ed. 1884.
Ao Exmo. Snr. Commendador Bernardino José de Souza e Mello.

017 – BEIJA FLOR – Tango brasileiro. 1ª Ed. 1940 (póstuma).
Ao velho camarada e bom amigo Ernesto Mattos.
Obs. Letra de Ernesto Nazareth.

BEIJINHO DE MOÇA – Tango. Manuscrito incompleto. (00)

018 – BELLA MELUSINA (A) – Polca para piano. 1ª Ed. 1888.
Offerecida a seu amigo Professor Horacio Fluminense.

019 – BICYCLETTE-CLUB – Tango. 1ª Ed. 1899.
Dedicado à Diretoria do Bicyclette-Club.

020 – BOM-BOM – Polca para piano. 1ª Ed. 1899.
Offerecida a distintíssima Snra. D. Maria Leonor Amado.

021 – BREJEIRA – Valsa brasileira. Inédita. (00)
Obs. Extraída do tango Brejeiro.

022 – BREGEIRO – Tango. 1ª Ed. 1893.
A seu sobrinho Gilberto Nazareth.
Obs. Primeiro tango publicado de Nazareth.

023 – CAÇADORA – Polca para piano. 1ª Ed. 1895.
Oferecida a seu amigo Caio Cunha.

024 – CACIQUE – Tango. 1ª Ed. 1899.
Dedicado a seu amigo Alexandre Gama.

CANÇÃO C͍VICA RIO DE JANEIRO – (00)
Obs. Trata-se do Hymno da Escola Pereira Passos, com a mesma letra de Leôncio Correia.

CANHOTO (m.g.)
Obs. Talvez seja o primeiro tí­tulo da Polca-Tango (para a mão esquerda). Já existia em 1922.

025 – CAPRICHO – Inédito. (00)
Obs. Já existia em 1922.

026 – CARDOSINA – Valsa. Comp. 1905. Inédita. (00)
Offerecida por Almeida Cardoso & Cia., a seus distinctos freguezes e amigos.

027 – CARIOCA – Tango. 1ª Ed. 1913.
Dedicado ao talentoso e inspirado artista Olympio Nogueira.

028 – CATRAPUZ – Tango. 1ª Ed. 1914.
Dedicado a seu velho amigo Leopoldo de Freitas Noronha.

029 – CAVAQUINHO, POR QUE CHORAS? – Choro brasileiro. 1ª Ed. 1928.
Dedicado a minha prima Aracy Nazareth Montel.

030 – CELESTIAL – Valsa. 1ª Ed. 1926 (São Paulo).
Dedicada a gentil Senhorita Luiza Tosetti.

031 – CHAVE DE OURO – Tango. 1ª Ed. p.v. 1909.
Ao amigo Francisco Soares de Almeida Junior.

032 – CHILE-BRAZIL – Quadrilha. Comp. 1889. 1ª Ed. 1897.
Offerecida a officialidade da Esquadra Chilena.

033 – COMMIGO É NA MADEIRA – Samba brasileiro. Comp. 1929. Inédito. (00) (00)

CONDOR – Tango.
Obs. Desapareceu ou recebeu outro tí­tulo.

034 – CONFIDÊNCIAS – Valsa para piano. 1ª Ed. 1913.
Dedicada ao inspirado poeta Catullo da Paixão Cearense.

035 – CORAÇÃO QUE SENTE – Valsa. Comp. 1903. 1ª Ed. 1905.
é sua distinctissima discipula Snra. Gabriella Cruz.

036 – CORBEILLE DE FLEURS – Gavotte. 1ª Ed. 1899.
é Candinha Leite Velho.

037 – CORRECTA – Polca. 1ª Ed. 1912.
Dedicada ao bom amigo Antônio Joaquim Fernandes.

038 – CRÊ E ESPERA – Valsa. 1ª Ed. 1896.
A Exma. Snra. D. Bertha Waddington.

039 – CRISES EM PENCA!… – Samba brasileiro carnavalesco para 1930. Inédito. (00) (00)
Obs. Extraí­do do Tango-Habanera e adaptado para samba, com letra de Toneser (anagrama de Ernesto).

040 – CRUZ, PERIGO!! – Polca para piano. Comp. & 1ª Ed. 1879.
Oferecida ao seu particular amigo Georgino Pinto da Silva Leal.

041 – CRUZEIRO – Tango para piano. Comp. 1926. Inédito. (00)
Ao prezado amigo José Camaz.

042 – CUBANOS – Tango. Comp. 1926. 1ª Ed. 1970 (póstuma). (00)
Offerecido ao Grande Industrial Snr. Fernando Rocha Brito.

043 – CUÉRA – Polca-tango. 1ª Ed. 1913.
Dedicada a seu amigo e distincto Gerente do Cinema Odeon, Salvador Dell Osso.

044 – CUTUBA – Tango. 1ª Ed. 1913.
Dedicado a seu amigo J. Carneiro Machado.

045 – CUYUBINHA – Polca-lundu. 1ª Ed. 1893.
À graciosa neta do seu amigo Dr. Manoel L. de Araujo.

DE TARDE – Música dramática. Inédita. Manuscrito incompleto. (00)
Versos de Augusto de Lima, da Academia Brasileira de Letras. Obs. Seu único manuscrito conhecido encontra-se incompleto. Na primeira, de suas duas seções, encontramos a parte do piano e do canto, porém, na segunda, sã a do canto.

046 – DELIGHTFULNESS (Delí­cia) – Fox-trot. 1ª Ed. 1923.
Dedicado ao meu distinto amigo e collega Aurelino de Azevedo.
Obs. Já existia em 1922.

047 – DENGOZO – Maxixe. 1ª Ed. 1907.
Obs. Composição impressa sob o pseudônimo de Renaud.

048 – DESENGONÇADO – Tango. 1ª Ed. 1926 (São Paulo).
Ao bom e dilecto amigo José Camaz.
Obs. Já existia em 1922.

049 – DIGO – Tango característico para piano. 1ª Ed. 1900.
Dedicado a gentil Senhorita Constança Teixeira.

050 – DIRCE – Valsa-capricho. 1ª Ed. 1926 (São Paulo).
Dedicada à Dirce, gentil netinha do caro amigo Dr. José Pinto de Freitas.
Obs. Já existia em 1922.

051 – DIVINA – Valsa. 1ª Ed. 11/9/1915.
Á memória de Candinha Leite Velho.

052 – DOR SECRETA – Valsa lenta. Comp. p.v. 1927. Inédita. (00) (00)

053 – DORA – Valsa para piano. Comp. 1900. Inédita. (00) (00)
Obs. Há duas dedicatórias em um sã manuscrito: 1ª) A sua querida esposa Theodora Amalia de Meirelles Nazareth; 2ª) Dedicada a sua esposa Theodora Amalia Meirelles de Nazareth, desde 1900, sã hoje aqui escripta (1926).

054 – DUVIDOSO – Tango. 1ª Ed. 1913.
Dedicado ao seu amigo Julio Braga.

055 – ELEGANT͍SSIMA – Valsa capricho. 1ª Ed. 1926 (São Paulo).
Dedicada à memoria de De Larrique de Faro.
Obs. Já existia em 1922.

056 – ELEGIA PARA PIANO (mão esquerda) – Inédita. (00)
Dedicada a sua querida filha Eulina de Nazareth.
Obs. Já existia em 1922.

057 – ELECTRICA – Valsa rápida. 1ª Ed. 1913.
Dedicada ao amigo e sobrinho Luiz Francisco Leal.

058 – ELITE-CLUB – Valsa brilhante para piano. 1ª Ed. 1900.
Obs. Há um manuscrito, com duas dedicatórias. 1ª) Dedicada ao amigo Dr. Jovino Barral, mui digno Vice Presidente do Elite Club; 2ª) Offerecida aos Snrs. Sócios fundadores e a digna Diretoria do Elite Club de 1900-1901.

059 – ENCANTADA – Schottisch. 1ª Ed. 1901.
Dedicada a seu amigo José Gomes Machado.

060 – ENCANTADOR – Tango brasileiro. 1ª Ed. 1970 (póstuma). (00)
Obs. Acredita-se, contudo, que tenha recebido sua 1ª edição em 1927, por Sampaio Araújo & Cia. (Casa Arthur Napoleão).

ENSIMESMADO – Tango brasileiro. (00)
Obs. Quando impresso, recebeu o título de O alvorecer.

061 – EPONINA – Valsa. 1ª Ed. 1913.
Dedicada ao distinto amigo Virgilio Werneck Corrêa e Castro.

062 – ESCORREGANDO – Tango brasileiro. 1ª Ed. p.v. 1925.
Dedicada à bella Orchestra da Brahma, dirigida pelo Maestro Russo.

063 – ESCOVADO – Tango. 1ª Ed. 1905.
A seu irmãozinho Fernando Nazareth.

064 – ESPALHAFATOSO – Tango. 1ª Ed. 1913.
Dedicado a seu amigo Dr. Elpídio Trindade.

065 – ESPANHOLITA (HESPAÑOLITA) – Valsa espanhola. 1ª Ed. 1896.
Ao distincto sobrinho Luiz Leal.

066 – ESTÁ CHUMBADO – Tango para piano. 1ª Ed. 1898.

067 – EULINA – Polca. 1ª Ed. 1893.
Dedicada a sua filhinha.
Obs. No manuscrito aparece sob o gênero polka-lundú.

068 – EXPANSIVA – Valsa. Comp. & 1ª Ed. 1912.
Ao amigo Edgard Xavier de Mattos.

069 – EXTASE – Romance para canto, piano e violino. 1ª Ed. 1926.
Dedicada à Culta Paulicéa, como prova de gratidão. Maio de 1926.
Obs. Letra de Frederico Mariath.

EXTASE – Romance para piano. 1ª Ed. 1926.
Dedicada a Exma. Snra. D. Ambrosina da Motta Rezende, como prova de gratidão e alta estima.
Obs. Já existia em 1922.

070 – EXHUBERANTE – Marcha carnavalesca para 1930. 1ª Ed. 1970 (póstuma). (00) (00)
Obs. Letra de Toneser (anagrama de Ernesto). Quanto à edição impressa, ainda que não venha com a letra, apresenta a melodia do canto separada.

071 – FACEIRA – Valsa para piano. 1ª Ed. 1940 (póstuma).
Dedicada ao prezado amigo Jacintho Silva.

FADO BRASILEIRO – Inédito.
Obs. Trata-se da mesma música de Mariazinha sentada na pedra.

072 – FAMOSO – Tango. 1ª Ed. 1917.
Dedicado ao primo e amigo João Cândido de Castro Leal.

073 – FANTÁSTICA (PHANTASTICA) – Valsa brilhante. Inédita. (00)
Obs. Já existia em 1922.

074 – FAVORITO – Tango. 1ª Ed. 1895.
Á Marietta Nazareth.

075 – FEITIÇO – Tango. 1ª Ed. 1897.
Offerecido a seu amigo L. T. Campos.

076 – FEITIÇO NÃO MATA – Cançoneta. 1ª Ed. p.v. 1929.
Dedicada ao bom amiguinho Edmundo André.
Obs. Publicada como chorinho carioca e letra de Ary Kerner.

077 – FERRAMENTA – Fado português. 1ª Ed. 1905.
Homenagem ao arrojado aeronauta Antonio da Costa Bernardes.
Obs. A partir da segunda edição vem impresso como tango.

078 – FIDALGA – Valsa lenta. 1ª Ed. 5/8/1914.
Dedicada a sua extremosa tia Ludovina da Cunha.
Obs. No manuscrito aparece com o tí­tulo de Douleur suprême.

079 – FLÔR DOS MEUS SONHOS (A) – Quadrilha para piano.
Offerecida a Associação de S.M. Açoriana Cosmopolita, por Antonio Coelho da Motta, em beneficio do Cofre dos Orphãos.

080 – FLORAUX – Tango. 1ª Ed. 1909.
Au Cercle Floraux.
Obs. No manuscrito aparece com o tí­tulo de Cercle Floraux.

081 – FLORISTA (A) – Cançoneta. 1ª Ed. 1909.
Dedicada a sua filha Marietta.
Obs. Letra de Francisco Telles.

082 – FON-FON! – Tango. 1ª Ed. 1913.
Dedicado ao distincto amigo Mario Baptista Martins Barata.

083 – FONTE DO LAMBARY (A) – Polca para piano. 1ª Ed. 1888.
Offerecida a Empreza das Aguas do Lambary.

084 – FONTE DO SUSPIRO – Polca para piano. 1ª Ed. 1882.
Dedicada a seu amigo o Snr. Lourenço Maximianno Pecegueiro.

085 – FORA DOS EIXOS – Tango carnavalesco para piano. 1ª Ed. p.v. 1922.
Dedicado à Minha Terra.
Obs. Há uma letra, mas sem identificação de autoria.

FRATERNIDADE – Hino infantil. (00)
Homenagem a Escola D. Pedro II.
Obs. Seu único manuscrito conhecido encontra-se incompleto. Não apresenta a parte do piano, somente a linha melódica.

086 – FURINGA – Tango. 1ª Ed. 1898.
Dedicado a um grupo de amadores do Poker.

087 – FUTURISTA (O) – Tango. Comp. & 1ª Ed. 1922.
Dedicado ao distincto amigo Snr. Robert Donati.

088 – GAROTO – Tango. 1ª Ed. 1916.
Sem dedicatória.

089 – GAÚCHO – Tango brasileiro. 1ª Ed. 1932.
Dedicado ao Nobre Povo Gaúcho.
Obs. última composição editada de Ernesto Nazareth.

090 – GEMENDO, RINDO E PULANDO – 1ª Ed. 3/3/1921.
Dedicado a seu amigo Ruy Barbosa dos Santos.
Obs. Trata-se de um tango, ainda que não apresente o gênero na partitura.

091 – GENIAL – Valsa. 1ª Ed. 1900.
Sem dedicatória

092 – GENTES! O IMPOSTO PEGOU? – Polca. 1ª Ed. 1880.
Oferecida ao amigo Raymundo Pereira.

093 – GENTIL – Schottisch. 1ª Ed. 1898.
Dedicada às moças Brazileiras.

094 – GOTTAS DE OURO – Valsa. 1ª Ed. 1916.
Dedicada a sua querida madrasta e cunhada D. Joanna de Meirelles Nazareth.

095 – GRACIETTA – Polca. 1ª Ed. 1880.
Offerecida a seu tio o Snr. Julio A. P. da Cunha.
Obs. Terceira composição escrita por Ernesto Nazareth.

GRACINHAS DE NHÔ-NHÔ (AS) – Polca. Manuscrito incompleto. (00)

096 – GUERREIRO – Tango. 1ª Ed. 1917.
Ao velho amigo Dr. Hortensio de Carvalho.

097 – HELENA – Valsa para piano. 1ª Ed. 1896.
Oferecida a seu dileto amigo Virgilio Silvares.

098 – HENRIETTE – Valsa. Comp. 4/1/1901. 1ª Ed. 1902.
Dedicada a seu amigo José Pinto Moreira.

HYMNO AO SR. PREFEITO ALAOR PRATA
Ver: Saudação ao Sr. Prefeito Alaor Prata.

HYMNO DA CONSOLAÇÃO
Obs. Desapareceu ou recebeu outro título.

099 – HYMNO DA CULTURA DE AFETO ÀS NAÇÕES – 1ª Ed. 1926 (Belo Horizonte). (00)
Obs. Com letra de Maria Mercedes Mendes Teixeira, apresenta em seu manuscriito original outro título: Salve, salve as Nações Reunidas. E com esta denominação saiu publicado em O Brasil Cantando, de Frei Pedro Sinzig, Petrópolis, Ed. Vozes, 1938, p. 374-375).

100 – HYMNO DA ESCOLA FLORIANO PEIXOTO – Inédito. (00)
Dedicada à sua Distincta Directora D. Orminda J. Marques.
Obs. Letra de Maria Mercêdes Mendes Teixeira.

101 – HYMNO DA ESCOLA BERNARDO DE VASONCELLOS – Inédito. (00)

102 – HYMNO DA ESCOLA ESTHER PEDREIRA DE MELLO – Inédito. (00)
Offerecido a Directora D. Zuleida.

103 – HYMNO DA ESCOLA PEDRO II – Comp. 1920. Inédito. (00)
Obs. Letra de Maria Mercêdes Mendes Teixeira. Há dois manuscritos com dedicatórias diferentes: 1º) Dedicado aos Excelentissimos Drs. Milciades Mario de São Freire e Raul Leitão da Cunha; 2º) Offerecido à Escola Pedro II.

104 – HYMNO DA ESCOLA PEREIRA PASSOS – Inédito. (00)
Obs. Letra de Leôncio Correia.

105 – IDEAL – Tango para piano. 1ª Ed. 1905.
Dedicado aos compradores do café Ideal.
Obs. No manuscrito aparece como serenata poética.

106 – IF I AM NOT MISTAKEN (Si não me engano) – Fox-trot. Inédito. (00)
Dedicado às minhas discipulas.
Obs. Já existia em 1922.

107 – IMPROVISO – Estudo para concerto. 1ª Ed. p.v. 1922.
Dedicado ao distincto amigo Villa-Lobos.

108 – INSUPERÁVEL – Tango. 1ª Ed. 1919.
Dedicado a seu amigo Orlando Pires de Moraes.

109 – IPANEMA – Marcha brasileira. 1ª Ed. 1928.
Destinada às Bandas Militares.

110 – ÁRIS – Valsa. 1ª Ed. 1899.
Ao distincto amigo Dr. Benicio de Sá.

111 – JACARÉ – Tango carnavalesco. 1ª Ed. 1921.
Dedicado à Casa Bevilacqua.
Obs. Acredita-se que seu tí­tulo faça referência ao apelido de um amigo não identificado.

112 – JANGADEIRO – Tango. 1ª Ed. 1922.
Sem dedicatória

113 – JANOTA – Choro brasileiro. 1ª Ed. 1926 (São Paulo).
Ao Thierry Carneiro de Resende, sincero e prezado amigo, como prova de sympathia.
Obs. Primeira obra de Ernesto Nazareth editada como choro.

114 – JULIETA – Quadrilha. 1ª Ed. 1911.
Sem dedicatória

115 – JULIETA – Valsa. 1ª Ed. 1895.
Dedicada a Gentilissima Sra. D. Julieta A. Carneiro da Cunha, dilecta filha do Dr. José Mariano.
Obs. Segunda valsa editada de Ernesto Nazareth.

116 – JULITA – Valsa. 1ª Ed. 1893.
Offerecida a seu amigo Luiz Jacintho Ferreira Campos.
Obs. Primeira valsa editada de Ernesto Nazareth.

117 – LABYRINTHO – Tango. 1ª Ed. 1917.
Dedicado a seu amigo Pedro F. Dantas.

118 – LAÇO AZUL – Valsa. 1ª Ed. p.v. 1911.
Ao amigo Felippe Maigre de Figueiredo.

119 – LAMENTOS – Meditação sentimental. (00) (00)
À memoria de sua querida e inesquecível filha Maria de Lourdes Nazareth (Marietta).
Obs. Já existia em 1922.

120 – MAGN͍FICO – Tango brasileiro. 1ª Ed. 1920.
Dedicado ao prezado amigo Arthur José Lopes, mui digno e prestimoso Director da Escola Remington.

121 – MÁGOAS – Meditação. Inédita. (00)
Sem dedicatória

122 – MALY – Tango para piano. Inédito. (00) (00)
Dedicado à minha sobrinha Maly Leal.
Obs. Já existia em 1922.

123 – MANDINGA – Tango. 1ª Ed. p.v. 1925.
Sem dedicatória.

124 – MARCHA FÚNEBRE – Comp. & 1ª Ed. 1927.
Obs. Apresenta duas dedicatórias. No manuscrito: À memoria do inolvidável e querido Presidente de São Paulo, Dr. Carlos de Campos. Na partitura impressa: À memoria do pranteado e estimadissimo Sr. Presidente do Estado de S.Paulo, Dr. Carlos de Campos.

125 – MARCHA HERÓICA AOS 18 DO FORTE – Comp. 1922. Inédita. (00) (00)
Obs. Letra de Maria Mercêdes Mendes Teixeira.

126 – MARIAZINHA SENTADA NA PEDRA!… – Samba carnavalesco. Inédito. (00)
Ao Povo Brazileiro.
Obs. Letra de Ernesto Nazareth.

127 – MARIETTA – Polca. 1ª Ed. 1894.
Dedicada a sua filhinha Maria Nazareth.

128 – MATUTO – Tango. 1ª Ed. 1917.
Dedicado ao amigo sincero Arnaldo Costa.

129 – MEIGO – Tango. 1ª Ed. 5/10/1921.
Ao meu distincto primo e amigo Dr. Iberê Nazareth.

130 – MENINO DE OURO – Tango. 1ª Ed. 1919.
Dedicado ao distincto player José Carlos Guimarães (Zezé).

131 – MERCÊDES – Mazurca de expressão. 1ª Ed. 1917.
Dedicada a seu distincto amigo Huascar Guimarães.

132 – MESQUITINHA – Tango característico. 1ª Ed. 1914.
À memoria do grande Maestro Henrique Alves de Mesquita.

133 – 1922 – Tango brasileiro. 1ª Ed. 1922.
Sem dedicatória
Obs. No manuscrito aparece como 1922 – nº 1 – Samba para o carnaval.

134 – MYOSÓTIS – Tango. 1ª Ed. 1896.
Ao gentil gremio Myosotis.

135 – NÃO CAIO N’OUTRA!!! – Polca. 1ª Ed. 1881.
Sem dedicatória

136 – NÃO ME FUJAS ASSIM – Polca. Comp. & 1ª Ed. 1884.
Offerecida a seu amigo o Snr. Tenente Henrique de Souza e Mello.

137 – NAZARETH – Polca. 1ª Ed. p.v. 1919.
Offerecida a sua cara esposa D. Theodora Meirelles de Nazareth.

138 – NENÊ – Tango. 1ª Ed. 1895.
Ao amigo Dr. Jovino Barral da Fonseca.

139 – NO JARDIM – Marcha infantil em três partes. Inédita. (00)
1)A caminho; 2) Preparando a terra; 3) A semente, o plantio. Letra (não localizada) da Profª Zuleida Godinho.

140 – NOTURNO – Comp. 24/11/1920. Inédito. (00) (00)
Aos prezados amigos Dr. Numa e Effe Corrêa de Carvalho.

141 – NOÊMIA – Valsa. 1ª Ed. 1911.
Dedicada a graciosa filhinha do seu amigo Silvares.

142 – NOME D’ELLA (O) – Grande valsa brilhante. Comp. 1878. Reescrita em 1886. Inédita. (00)
Dedicada a seu primo e amigo Dr. Mario Nazareth.

143 – NOME D’ELLA (O) – Polca. 1ª Ed. 1882. (00)
Offerecida a seu intimo amigo Saturnino Madeira da Silva.

144 – NOVE DE MAIO – Fox-trot. Inédito. (00)
Sem dedicatória

145 – NOVE DE JULHO – Tango argentino. 1ª Ed. 1917.
Ao amigo e grande artista Gaspar de Magalhães.

146 – O QUE HÁ? – Tango. 1ª Ed. 25/7/1921.
Dedicado ao amigo Dr. Flavio A. Gama.

147 – ODEON – Tango para piano. Comp. & 1ª Ed. 1910.
Dedicado à distincta empreza Zambelli & Cia.

148 – ONZE DE MAIO – Quadrilha. 1ª Ed. 1911.
Dedicada a Exma. Snra. D. Maria José Amado de Meirelles.

149 – ORMINDA – Valsa. 1ª Ed. 1897.
Dedicada ao seu amigo Sylvio Rodrigues.

150 – OURO SOBRE AZUL – Tango. 1ª Ed. 1916.
Dedicado a Carlos Bittencourt.

151 – PAIRANDO – Tango. 1ª Ed. 1921.
Dedicado ao amigo Dr. Caleb Bomfim.

PALAIS – Tango. (00)
Obs. Quando impresso, recebeu o tí­tulo de Tupynambá.

152 – PARA͍SO – Tango estilo milonga. Comp. 1926. Inédito. (00) (00)
Dedicado ao prezado amigo Jacintho Silva.
Obs. No manuscrito encontra-se harmonia brazileira de E.N. 1926.

153 – PÁSSAROS EM FESTA – Valsa lenta. Comp. 31/10/1920. 1ª Ed. 1922.
Dedicada a sua prima Ernestina de Nazareth.
Obs. Há um segundo manuscrito, datado de 13 de maio de 1922.

154 – PAULICÉA, COMO ÉS FORMOSA!… – Tango brasileiro. Comp. 3/8/1921. 1ª Ed. 1926 (São Paulo).
Dedicado a seu bom amigo José de Abreu.

155 – PEDRO II – Hino dedicado a Escola Pedro II. (00)
À memoria do reverando monarcha D. Pedro II, ex-Imperador do Brasil.

PEREGRINO – Tango. Desapareceu ou recebeu outro tí­tulo.

156 – PERIGOSO – Tango brasileiro. 1ª Ed. 1911.
Ao meu amigo Lino José Barbosa, proprietario da Casa Mozart.

157 – PIERROT – Tango. 1ª Ed. p.v. 1915.
Sem dedicatória

158 – PINGÃœIM – Tango. Inédito.
Dedicado ao amigo Oscar Rocha, da Casa Ruffier.
Obs. Alguns pesquisadores acreditam tratar-se do Último tango escrito por Ernesto Nazareth.

159 – PIPOCA – Polca. 1ª Ed. 1896.
Ao Snr. Francisco Nunes Pinto.

160 – PLANGENTE – Tango brasileiro (com estilo de habanera). 1ª Ed. p.v. 1925.
Dedicado ao bom e distincto amigo Francisco Dubois Bastos.

PLUS-ULTRA – Fox-trot. Manuscrito incompleto. (00)

161 – PODIA SER PEIOR – Tango. Comp. 26/7/1916. 1ª Ed. 1918.
Sem dedicatória.

162 – POLKA-TANGO (para a mão esquerda) – Inédita. (00)
Sem dedicatória.

163 – POLONESA – Inédita. (00)
Obs. Já existia em 1922.
Sem dedicatória.

164 – PORQUE SOFFRE?… – Tango meditativo. 1ª Ed. 5/10/1921.
Dedicado ao bom amigo Alberto Lopes.

165 – PRIMOROSA – Valsa. Comp. p.v. 1885. 1ª Ed. 1970 (póstuma).
Offerecida à Dona Maria Emilia Meirelles.
Obs. Em seu manuscrito acha-se uma introdução. (00)

166 – PROEMINENTE  – Tango brasileiro. 1ª Ed. 1926.
Dedicado ao eminente pianista Miécio Horszowski.
Obs. Há um exemplar na Biblioteca Nacional com o seguinte oferecimento: A Miécio Horszowski, de Ernesto Nazareth. Rio de Janeiro, 9/11/1927.

167 – PYRILAMPO – Tango. 1ª Ed. 1903.
Dedicado aos laboriosos industriaes Snrs. Lima Junior & Cia., proprietarios da importante fabrica de lampadas Pyrilampo.
Obs. Em sua edição, o título saiu grafado como Pyrilampago.

168 – QUEBRA CABEÇAS – Tango. 1ª Ed. 1926 (São Paulo).
Dedicado ao distinto musicista e bom amigo Carlos Povoa.
Obs. Também conhecido como Jongo.

169 – QUEBRADINHA – Polca (própria para serenatas). 1ª Ed. 1899.
Dedicada a seu filho Ernestinho.

170 – RAMIRINHO – Tango para piano. 1ª Ed. 1896.
Dedicado ao gracioso Ramiro, dilecto filho do particular amigo Edgar Dias da Cruz.

171 – RANZINZA – Tango. 1ª Ed. 1917.
Sem dedicatória
Obs. Acredita-se que seu tí­tulo faça referência ao apelido de algum amigo.

172 – RAYON D’OR – Polca-tango. 1ª Ed. 1892.
Offerecida ao talentoso pianista Alberto Motta.

173 – REBOLIÇO – Tango. 1ª Ed. 1913.
Dedicado a seu amigo e parente Luiz Francisco Leal.

174 – RECORDAÇÕES DO PASSADO – Valsa. Comp. p.v. 1885. Inédita. (00)
Dedicada a Exma. Snra. D. Maria E. de Meirelles.

175 – REMANDO – Tango. 1ª Ed. 1896.
A seu cunhado e amigo o Illustradissimo Dr. Meirelles F.

176 – RESIGNAÇÃO – Valsa lenta. Comp. VI/1930. Inédita. (00) (00)
Sem dedicatória
Obs. Última valsa composta por Ernesto Nazareth.

RESPINGANDO – Tango. Manuscrito incompleto. (00)

RESACA (sic) – Tango. Manuscrito incompleto. (00)
Obs. Já existia em 1922.

177 – RETUMBANTE – Tango. 1ª Ed. 1916.
Dedicado a Senhorita Zilda Campos.

178 – ROSA MARIA – Valsa lenta. Inédita. (00)
Obs. Há dois manuscritos. Um para piano solo: À encantadora Rosa Maria. E outro para piano e canto: Dedicada a Rosa Maria, gentil filhinha de D. Julieta Tavares, dignissima esposa do Dr. Fernando Lira Tavares.

179 – SAGAZ – Tango brasileiro. Comp. 13/5/1914. 1ª Ed. 1914.
Dedicado ao bom amigo Ulysses Bellem.

SALVE, SALVE! AS NAÇÕES REUNIDAS… – Hino. Com letra de Maria Mercêdes Mendes Teixeira.
Obs. Saiu publicado como Hymno da Cultura de Afeto às Nações (1926).

SAMBA CARNAVALESCO – Inédito. (00)
Obs. Trata-se da mesma música de Mandinga.

SÃO PAULO-MINAS – Tango. (00)
Obs. Talvez seja o título original do Gaúcho.

180 – SARAMBEQUE – Tango. 1ª Ed. 1916.
Dedicado a seu distincto amigo Roberto Martin.

181 – SAUDAÇÃO AO DR. CARNEIRO LEÃO – Comp. 1924. Inédita. (00)
Obs. Letra de Maria Mercêdes Mendes Teixeira.

182 – SAUDAÇÃO AO SR. PREFEITO ALAOR PRATA – Comp. 1924. Inédita. (00)
Obs. Letra de Maria Mercêdes Mendes Teixeira.

183 – SAUDADE – Valsa. 1ª Ed. 1913.
Dedicada a Exma. Snra. D. Maria Ambrosina da Motta Resende, como prova de alta consideração.

184 – SAUDADE DOS PAGOS – Canção. Inédita. (00)
Sem dedicatória
Obs. Letra de Maria Mercêdes Mendes Teixeira.

185 – SAUDADES E SAUDADES!… – Marcha aos Reis Belgas. 1ª Ed. 1921.

186 – SEGREDO – Tango. 1ª Ed. 1896.
Dedicado a seu filhinho Diniz de Nazareth.

187 – SEGREDOS DA INFÂNCIA – Valsa. Inédita. (00)
Sem dedicatória

188 – SENTIMENTOS D’ALMA – Valsa para piano. Inédita. (00)
Dedicada a distincta Familia do Dr. Aristides Schlobac, como prova de estima e gratidão.

189 – SOBERANO – Tango. 1ª Ed. 1911.
Dedicado ao Venerando e distinto amigo Professor Joaquim Alves Ferreira da Gama.

190 – SUCCOLENTO – Samba brasileiro aos carnavalescos de 1919.
Obs. Apresenta letra de Neptuno e vem, no manuscrito, como tango carnavalesco.

SUL-AMÉRICA – Marcha. (00)
Obs. Recebeu outro título: Exuberante.

191 – SUSTENTA A… NOTA… – Tango. Comp. 12/11/1919. 1ª Ed. 1919.
Dedicado ao velho amigo Maestro Antonio Tavares.
Obs. No manuscrito aparece como tango caracterí­stico.

192 – SUTIL – Tango brasileiro. 1ª Ed. 1928.
Dedicado a Oscar Guanabarino.

193 – TALISMAN – Tango. 1ª Ed. 1913.
Dedicado a seu amigo Henrique Pinto de Lima.

194 – TANGO-HABANERA – Inédito. (00)
Sem dedicatória
Obs. Posteriormente, foi transformado no samba intitulado Crises em penca.

195 – TENEBROSO – Tango. 1ª Ed. 1913.
Ao bom e velho amigo Sátyro Bilhar.

196 – TEUS OLHOS CAPTIVAM (OS) – Polca. 1ª Ed. 1883.
Oferecida a uma moça Brazileira.

197 – THIERRY – Tango. 1ª Ed. 1912.
A Senhorita Henriette Thierry.

TIME IS MONEY (TEMPO É DINHEIRO) – Fox-trot. Inédito. (00)
Dedicado ao bom amigo A. A. Guimarães Junior.
Obs. Quando impresso, recebeu o título de Até que enfim…

198 – TOPÁZIO L͍QUIDO – Tango. 1ª Ed. 1914.
Brinde da Cerveja Amazonense aos seus Apreciadores – Miranda Corrêa & Cia. Manáos.

199 – TRAVESSO – Tango. 1ª Ed. 1913.
Dedicado a seu filho Ernestinho.

200 – TUDO SOBE… – Tango carnavalesco. 1ª Ed. 1923.
Sem dedicatória.
Obs. Letra de Ernesto Nazareth.

201 – TUPYNAMBÁ – Tango. 1ª Ed. 1916.
Ao amigo Luiz Stampa.

202 – TURBILHÃO DE BEIJOS – Valsa lenta. 1ª Ed. 1911.
Dedicada ao caro amigo Dr. Benevenuto de Paula Fonseca.

203 – TURUNA – Grande tango característico. 1ª Ed. 1899.
Dedicada ao Exmo. Snr. José Carlos Machado d’Almeida, em signal de profundo reconhecimento e alta consideração.

204 – VEM CÁ, BRANQUINHA – Tango. 1ª Ed. 1914.
Dedicado a seu amigo José de Magalhães Pacheco Jr.

205 – VÉSPER – Valsa. 1ª Ed. 1900.
Dedicada ao Grupo de Regatas Gragoatá.

206 – VICTÓRIA – Marcha aos Alliados. Comp. 29/12/1918. 1ª Ed. 1918. (00) (00)
Obs. Vem, no catálogo da Biblioteca Nacional, como inédita.

207 – VICTORIOSO – Tango. 1ª Ed. 1912.
Dedicado a Escola de Tactica do Realengo.

208 – VOCÊ BEM SABE – Polca-lundu. Comp. 1877. 1ª Ed. 1878.
Offerecida a meu pae, o Snr. Vasco Lourenço da Silva Nazareth.
Obs. Primeira composição escrita e impressa de Ernesto Nazareth.

VOZ DO AMOR (A)
Obs. Trata-se da polcaCuyubinha adaptada para canção, com letra de Marina Stella Quirino dos Santos.

209 – XANGÁ – Tango. 1ª Ed. 5/10/1921.
Dedicado ao amigo Carlos Bittencourt.

210 – YOLANDA – Valsa. 1ª Ed. 1925.
Dedicada a gentil filhinha do laureado pintor Gaspar de Magalhães.

211 – ZICA – Valsa. 1ª Ed. 1899.
Dedicada a gentil filhinha do Illustradissimo e notável médico Dr. Araújo Lima.

212 – ZIZINHA – Polca. 1ª Ed. 1895.
Dedicada a sua intelligente discipula Zizinha Ripper.

Atenção:

A marcha Exhuberante (inédita), a polca Fonte do Suspiro, a schottisch Arrufos e os tangos Encantador (póstuma), Jangadeiro, Mandinga, Garoto, Está chumbado, Pierrot e Ranzinza, tanto em seus manuscritos quanto em todas as primeiras edições não apresentam dedicatórias; daí­ é de se estranhar que, em publicações recentes, estas lacunas apareçam preenchidas. Por sua vez, Zênith trata-se de composição da autoria de Odmar Amaral Gurgel (1909/1992), o popular maestro Gaó, segundo informou-me, o próprio, em entrevista datada de 16 de novembro de 1988.

3 Comments

  1. Sou um neófito em matéria da história do Choro. Entretanto tenho sido bombardeado com artigos em publicações diversas pelos que entendem com informações sobre um músico que muitos consideram como um virtuoso, o bandolinista e compositor Luperce Miranda. Achei muito importante seu texto mas não vi em seus comentários referências a esta figura primitiva da Música Popular do Brasil.

  2. ernesto é o caraaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa! :)

  3. ernesto nazareth este musico faz parte da lenda dos choroes. a musica cacique eu cheguie atocar um tango brasileiro mas perdi a partitura alguem pode me enviar via email Obrigadao

Trackbacks/Pingbacks

  1. officialidade.net - Ernesto Nazareth | VIOLÃO BRASIL - [...] outro título. 034 - CONFIDÊNCIAS - Valsa para piano. 1ª Ed. 1913. … Veja o post completo clicando aqui. Post…

Post a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *