Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Adicionado in Eventos, Grandes Músicos

LANÇAMENTO PILÃO MARCADO EM UBERABA MG!

12345

MARCELO TAYNARA EM:
PILÃO MARCADO
Artista do Triângulo Mineiro canta suas origens através dos ritmos das raízes.

Nem sempre datas e horas.
Muitas vezes, fatos e histórias.
O pilão da vida é ritmado,
pontuado com lembranças,
marcado por emoções.

Pilão Marcado: tempo marcado para um determinado acontecimento, espaço de tempo entre uma pilada e outra, onde o soquete é o instrumento e marca o ritmo, é  como as batidas de um coração. Pilão velho, marcado pelo tempo, vincado por momentos, entalhado no compasso dos dias e horas de todas as canções vividas.
Um espetáculo de gratidão

Pilão Marcado é novo espetáculo de Marcelo Taynara, um momento em que o artista passeia pela infância, recordando o som das Folias de Reis e dos ritmos tradicionais do Triângulo Mineiro.
A pequena Conceição das Alagoas; na região de Uberaba fez deste seu filho, um dos mais requintados artistas da atual Música Popular Brasileira.
O espetáculo Pilão Marcado não é um trabalho somente para os ouvidos, Marcelo Taynara introduz elementos cênicos e visuais que produzem a roupagem contemporânea para o público.
No espetáculo Pilão Marcado, Marcelo Taynara apresenta com requinte e perfeição, a perfeita fusão entre tradição e modernidade. Os recursos da tecnologia estão a serviço do músico para contribuir na melhor forma de criação e apresentação da sua arte. Nesse contexto, Pilão Marcado é um espetáculo carregado de originalidade e pontuado por variações, onde artista, músicos e público formam uma só emoção.

Estrutura do espetáculo
Local: Teatro Sesi Minas
Data: 4 de outubro
Horário: 20h00
Músicos convidados: Artur Mota, Aulete Maia, Negão, Sérgio Ramos e Coral Afro de Uberaba.

Figurino:
Cenário: Elementos cênicos rústicos como pilões, rocas, bancos.

Pilão Marcado – Programa:

1) Abertura: Taynara com violão e voz entra no palco
Música êxito de fé – Imaculada Conceição

2) BOA NOITE. Recepção do público
Declamação do texto.
Texto baseado em trecho do capí­tulo A História de Minha Terra, de Brás José Marques no livro De garimpo a Conceição das Alagoas.
– No ano de 1811, João Batista Siqueira, bandeirante, chegou aqui pra essas bandas do sertão. Tomou posse de algumas terras, ? margem esquerda do rio Uberaba e uma delas, cheia de lagoas de tamanhos variados, recebeu o nome de Fazenda das Alagoas. Após a descoberta de um diamante valioso, numa cachoeira, o garimpo se fez e o povoado também. O lugar cresceu e passou a se chamar Conceição da Alagoas, a cidade onde nasci e fui criado com meus pais e meus avós, que viveram histórias pra eu contar.
Do Garimpo, a saudade dos amigos e da infância, o rio Uberaba ainda passa banhando minha canção, de pé no futuro, dando ré maior.

3) Taynara chama os percussionistas Aulete e Negão
Música Luz da Estrada

4) Taynara chama o violonista Sérgio Ramos
Música: Meu Mundo, Minha Vida
Indiazinha da Itália
5) Taynara chama o flautista Artur Mota
Declama texto – Volta  às origens:
– O moço no rio descia em sua canoa, seguia em direção ao lugar que outrora, fizera chamar por Estrelas. Na solidão da canoa, não se sentia só. Acompanhado pela beleza, fascínio, fauna e verde do lugar, musicado pelo trinado do sabiá verdadeiro. Embora a dor que o fizera voltar, era maior que a de não encontrar suas raí­zes dentro de suas próprias origens
Música: Solidão na Canoa
(Sérgio Ramos deixa o palco,entra André com bailarinos)
Música:Pé -de moleque

6) Música: Bela- uma canção para Elaine
Artur deixa o palco após a música
7) Sérgio Ramos volta ao palco
Música: Verdades
(Sérgio deixa o palco)

8) Música: Congada do Futuro
(desce telão com web imagens)
Taynara chama a participação do público
Taynara deixa o violão e pega alfaia
Começa marcha do congado com apoio dos percussionistas (arrumar gungas para Aulete e Negão).
Coral Afro vai entrando no palco.
Volta o Congo.
Coral responde.
Batida passa para Moçambique.

9) Sérgio Ramos volta ao palco
Taynara ao pandeiro
Música: Jongo
Coral Afro participa
9) Música: Balaim de Fulo

10) Música: Canto de Oxum
Com Coral Afro.
(coral e Sergio deixam o palco)

10A) Agradecimentos aos patrocinadores e apoiadores

11) entra Artur
Música: Rural – lamento camponês
(Sergio entra)
Música:Um coração
(Artur deixa o palco)

12) Música: Pilão Marcado

12B) Música: Outro Jogo

13) (volta Artur)
Música: Primeira Flor de Outono
– entra Roberta dançando com bailarinos.

Post a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *