Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Adicionado in Afinação, Iniciante

Quando Trocar as Cordas do Violão

Quando Trocar as Cordas do Violão

12345

guitar.gif

Esta é uma questão relacionada a forma de utilização do instrumento e ao objetivo do violonista, porém, cordas primas (as três de baixo para o destro) quando estão descascando ou arrepiadas é hora de trocar, e os Bordões (três de cima para o destro) quando oxidados ou fragmentados devem ser trocados.

As cordas dos instrumentos musicais influenciam a tal ponto que certos músicos em gravações trocam seus encordoamentos por música ou faixa gravada.

A afinação “perfeita” dos instrumentos esta diretamente ligada a qualidade e conservação das cordas. Cordas velhas, sem brilho musical (que às vezes é confundido ao brilho da corda mesmo, mas não deixa de estar relacionado) jamais irão soar seus harmônicos de forma afinada.

O maior engano que ocorre em nosso cotidiano é o violão para estudante ser o modelo de péssima qualidade de nossas marcas comerciais; Na grande maioria das escolas de violão podemos notar as cordas desses modelos inferiores oxidadas e até mesmo fragmentadas tornando impossí­vel o aprendizado.

Trocar corda por corda não é a toa, a força que elas fazem juntas é mais forte que uma mordida de Pit Bull. Perceber que as cordas novas desafinam mais rápido é unanimidade o desafio é trocar uma por uma e observar que este fenômeno será reduzido em 80% no mínimo.

Por final devemos levar em conta que o ser humano é fenomenológico e que ocorrem frequentes exceções, mas a probabilidade dos fatores citados nesse artigo caírem por terra é daquelas muito baixas ou quase nulas.

1 Comment

  1. Violão é um instrumento delicado e, como quaisquer outros, requer cuidados que lhe inerem. Um deles é a limpeza das cordas, pois não custa passar uma flanela sobre elas, toda vez que tocar. Assim também é o bojo. Deixá-lo engordurado é prova de que não quer um instrumento em boas condições para o uso, uma vez que qualquer sujeira, quer sobre a madeira, quer sobre as demais peças, além de destruir, paulatinamente, o violão, não permite a emissão de um som agradável. Isso faz lembrar os bocais dos instrumentos de sopro, cuja sujeira prejudica o timbre do instrumento, e pior do que os instrumentos de bocal, temos os de boquilha, como, por exemplo, o clarinete, o oboé e outros. Quanto ? s marcas das cordas para violão, a meu ver, devemos escolher as que melhor se adaptam ao tipo do instrumento. Prefiro não dizer que esta ou aquela marca é a melhor. É como uma ferramenta de trabalho, cujo profissional escolhe sempre a que atende melhor ? s exigências do serviço a que se destina. É isso aí, amigos. Um abração pro 6 todos.

Post a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *